1º Encontro Internacional de Avaliação Formativa e Digital é marcado por novas formas de aprendizagem e ferramentas de ensino


Representantes da Undime participaram de 1º a 3 de julho, em Juiz de Fora (MG), do 1º Encontro Internacional de Avaliação Formativa e Digital, realizado pelo Centro de Políticas Púbicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O encontro reuniu pesquisadores nacionais, gestores, profissionais da educação e especialistas de avaliação da França, Luxemburgo, Itália e de Portugal.

O encontro contou com o presidente Alessio Costa Lima, Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), e pelas presidências das seccionais de todos os estados brasileiros. O objetivo do encontro é apresentar novos processos e formas de aferir a aprendizagem, acompanhar as políticas de educação e saber sobre estratégias e instrumentos de avaliação, mais criativos em diferentes suportes. Iniciativas que buscam desenvolver a cooperação entre pesquisadores, professores e avaliadores com intenção de aprimorar os instrumentos de avaliação empregados no cotidiano da avaliação escolar também foram apresentadas.

O evento é fruto de colaboração internacional entre o CAEd e a Associação Flip, que certifica uma parceria entre França, Luxemburgo, Itália e Portugal. O consórcio Flip visa melhoramentos em metodologias e processos avaliativos por meio de novas tecnologias e soluções digitais que permitem divulgar os resultados alcançados pelos estudantes em tempo real e maior agilidade na construção de indicadores e levantamentos estatísticos da área de avaliação.

Na abertura do evento o reitor da UFJF professor doutor, Marcus David, explicou que entre os papéis fundamentais que as universidades públicas devem desempenhar, um deles é atuar ativamente em busca do desenvolvimento da educação básica. Para ele, quando a UFJF, através do CAEd, organiza um evento dessa dimensão, essencialmente permite que a universidade cumpra essa função.

“Como é importante conseguir realizar um evento que congregue pesquisadores, acadêmicos e cientistas com os gestores da educação pública, que assumem desafios cruciais no nosso país. Neste plenário, hoje, temos sentados lado a lado, representantes da academia e os gestores da educação pública. Essa conivência, essa troca de experiências é absolutamente fundamental para que a gente possa avançar e evoluir”, afirmou o reitor.

Após as solenidades, o presidente da Undime, Alessio Costa Lima, saudou toda a equipe do CAEd, em especial à diretora-geral professora doutora, Lina Kátia Mesquita de Oliveira, ressaltando o compromisso e a seriedade com que fazem a avaliação no Brasil e parabenizando-os pelo desenvolvimento em parcerias com os municípios do país.

“O CAEd nos honra com o convite. Temos presentes aqui os 26 presidentes estaduais da Undime e estamos juntos para aprender, colaborar e contribuir de fato para que tenhamos cada vez mais uma educação de qualidade para a sociedade brasileira. Parabenizo o CAEd por essa iniciativa de investir na qualificação de quadros técnicos especializados na área de avaliação. A gente sabe que é uma área que ainda se constitui como desafio, mas é estratégica e estruturante na definição de toda e qualquer política pública de educação”.

Alessio afirmou que sem avaliação não é possível ir muito longe, nem vislumbrar novos horizontes e que, neste sentido, o CAEd tem procurado além de se desenvolver, buscar essas parcerias e se firmar, cada vez mais, não só no cenário nacional como também no internacional, ao lado de conceituadas instituições. “É muito importante essa troca de conhecimento. Só quem ganha com o CAEd fortalecido são os estados e municípios que hoje são parceiros e trabalham com esta conceituada instituição especializada no campo da avaliação”.

A conferência de abertura foi feita pelo professor e dirigente da área de avaliação do Ministério da Educação Nacional da França, Thierry Rocher, que apresentou a importância de se trabalhar para que a avaliação formativa seja aplicada de forma a contribuir significativamente para os estudos e aplicações das pesquisas.

Nos três dias de encontro, foram tratados temas como: avaliação da criatividade e do pensamento crítico; a experiência do CAEd com as medidas de fluência; educação matemática e avaliação digital; experiências de Portugal; educação científica e avaliação digital internacional; e cooperação internacional para o desenvolvimento digital.