Centro de Educação Infantil de Chapecó ensina crianças sobre direitos e deveres

Promover o aprendizado dos Direitos e Deveres através da leitura. Esse foi o principal objetivo de um projeto desenvolvido com as turmas de quatro anos do Centro de Educação Infantil Municipal CEIM Carmem Pelizza, de Chapecó/SC. As atividades desenvolvidas tiveram momentos de interação e leituras de livros infantis, visando despertar nas crianças o interesse e o gosto literário.

De acordo com a professora, Maristella Bertollo Barro, a intenção da atividade era oportunizar o desenvolvimento da consciência crítica da criança em relação a sua condição de cidadã, sujeito de direitos e deveres, proporcionando atividades lúdicas de aprendizagem. “Pensei em trabalhar a literatura com os clássicos, mas avaliei que seria mais interessantes trabalhando os direitos e deveres das crianças, englobando as outras disciplinas”, explicou. O objetivo principal era apresentar às crianças diferentes tipos de leitura, para que despertem o gosto pelas mesmas e ampliem seu vocabulário, iniciando a interpretação de diferentes tipologias textuais com o propósito de entender a mensagem que cada texto transmite e, a maneira que nossos direitos e deveres possam ser expressos.

Para este projeto foram trabalhadas diferentes histórias clássicas infantis. Uma das histórias trabalhadas foi “Os três porquinhos” e a através dela a professora explicou sobre o “Direito a alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe”. Com isso foi possível mostrar as crianças, o direito à moradia, com conversa sobre os tipos de moradia de cada um, características das casas como tamanho, cor, forma, tipo, etc. Os alunos também fizeram um passeio pelo bairro para observarem como era cada casa e construíram uma maquete, baseada na história. O projeto vai continuar trabalhando até o 10º Direito da Criança aprovada pela ONU, sempre relacionando com a história clássica da literatura infantil.

De acordo com a Secretária de Educação de Chapeccó, Sandra Maria Galera, a criança conhece seu mundo classificando e ordenando os objetos que fazem parte dele, efetuando a leitura da realidade e colocando os objetos dentro de um contexto. É a partir da leitura dos objetos no dia a dia que ela irá descrever a realidade. “A relação entre criança e as situações vivenciadas irá estabelecer experiências que lhe ajudarão a se reconhecer enquanto ser social, capaz de transformar a natureza para satisfazer suas necessidades. Ela se vislumbrará com a possibilidade de ser agente ativo na busca de novas transformações”, finalizou.

 

Undime-SCCom a contribuição da SME de Chapecó