Educação Infantil em Correia Pinto utiliza de cartas e tecnologia para levar conhecimento em tempos de pandemia


Escolas municipais de toda Santa Catarina estão buscando se reinventar em tempos de pandemia, Correia Pinto é uma delas. Centros de Educação Infantil estão a cada dia se articulando mais, promovendo encontros on-line e formações com seus profissionais da educação. Tudo isso vem ocasionando em diversas formas de aprender e levar conhecimento.

Confira as quatro práticas enviadas pelos professores:

  • Correio Estrelinha
    O Centro de Educação Infantil Estrelinha Dourada, de Correia Pinto, por meio da professora Gisele Beatriz dos Santos, elaborou um novo método de chegar aos alunos da educação infantil sem o uso da tecnologia. Por meio de cartas, professores, pais e alunos podem conversar e enviar atividades. A medida foi adotada após uma parcela significativa de famílias informar que não tem acesso à internet.
  • Senhor Alfabeto
    A professora Joseane Matos Apolinário, do Grupo Escolar Municipal Vereador Luiz Cláudio Madruga, de Correia Pinto, elaborou o projeto de leitura não presencial Senhor Alfabeto. Usando da ludicidade, uma mochila com jogos educativos, caderno de letras e dois bonecos, a srª Alfa e o srº Alfabeto são enviados para a casa dos alunos, estimulando a leitura e o conhecimento das letras por meio da brincadeira. O material permanece por um curto período em cada casa e passará por todos os estudantes. (Acesse aqui o relato da prática e as fotos)
  • Varal Infantil
    A professora Karina Gracia Netto M., do Centro de Educação Infantil Dentinho de Leite, de Correia Pinto, elaborou a dinâmica Varal Infantil. A proposta constitui na montagem de um varal pelos pais e o estímulo de que as crianças conheçam as peças de roupa e as prendam com grampos de madeira. A atividade promove a integração da família no desenvolvimento da coordenação motora, psicomotricidade e a formação da autonomia dos alunos. (Acesse aqui o relato da prática)
  • Educação ambiental
    A professora Karine Lourenço Schroeder, do Centro de Educação Infantil Braz Manoel Floriano, de Correia Pinto, elaborou a dinâmica on-line de economia da água. A região, que também passa pelo isolamento social, teve um período de seca o qual foi utilizado como temática para atividades de vídeo enviadas aos alunos. No conteúdo foram trabalhados a consciência com o meio ambiente, sustentabilidade e práticas do dia a dia que preservam a natureza. (Acesse aqui o relato das práticas e as fotos)

Fonte: UndimeSC, com colaboração de professores e da SME de Correia Pinto.