Escola de São José comemora 23 anos do projeto “Troca Troca Literário”

Foi no ano de 1994, que o projeto “Troca Troca Literário” teve início no Colégio Municipal Maria Luiza de Melo (Melão), em São José, com o objetivo de despertar o prazer e incentivar o hábito da leitura. Desde então, anualmente, esse trabalho vem sendo desenvolvido nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental com o envolvimento de aproximadamente 950 estudantes, distribuídos em 33 turmas nos períodos matutino e vespertino.

A supervisora escolar, Luciene Maria Coelho, conta que são várias as etapas, entre elas a análise e escolha dos livros pelos professores e equipe pedagógica, com um título para cada turma; a aquisição do livro; o planejamento das atividades e o seu desenvolvimento. “Este ano a escolha foi de 25 títulos de literatura infantil e, a socialização com a comunidade escolar ocorreu no auditório do colégio, na primeira semana de setembro, onde não faltaram apresentações culturais. O teatro, a dança e a música se destacaram em meio a tantos expectadores”, ressaltou Luciene.

Esq. Luciene Maria Coelho (supervisora escolar) e a dir. Maria Rosicléa da Silva Guarezzi (diretora geral), do Colégio Melão.

Um desses momentos vale exemplificar, foi à peça os “Saltimbancos”, dramatizada por crianças e adolescentes que participam do grupo de teatro da professora Tainá de Oliveira Borges.Esse grupo integra o Projeto Artes nas Escolas, que viabiliza a realização voluntária de aulas de educação musical e teatral para alunos de escolas públicas”, explanou Julian Tainã Guimarães Vieira da Silva, coordenador do projeto, que prontamente atendeu ao convite do Colégio “Melão” para socializar os trabalhos realizados por eles.

Nesse envolvimento de efervescência cultural, a hora da troca dos livros entre as turmas é cheio de encantamentos, curiosidades e surpresas, o que justifica o nome “troca-troca” dando ao aluno a possibilidade de ler vários livros. A dinâmica pedagógica envolve efetivamente professores regentes das turmas e das disciplinas extraclasse, da educação especial, auxiliares de ensino, supervisoras, orientadoras, fonoaudiólogas, funcionários e direção.

A diretora geral, Maria Rosicléa da Silva Guarezzi, conta que cada livro é um sonho, uma viagem, repleto de fantasias e saberes. “As crianças ampliam o número de títulos lidos durante o ano e procuram estimular outras a viverem a mesma experiência. Dessa forma, completa-se um ciclo, que reinicia conforme o envolvimento com base no contexto intenso de leitura, desde o compartilhamento, quanto a ouvir novamente as histórias que chamaram mais atenção”.

Para a diretora de ensino da Secretária Municipal de Educação de São José, Cláudia Regina Macário, esse trabalho é um dos bons exemplos existentes na rede municipal de ensino. “Além de despertar emoções, o projeto contribui para a aquisição de conhecimento e enriquecimento cultural. Os profissionais do Colégio Municipal Maria Luiza de Melo encontraram uma forma muito especial e dinâmica de cativar seus estudantes a criarem o hábito e o gosto pela leitura e isso é admirável”.

Undime-SCCom a contribuição da SME de São José