Estudantes de São José são premiados em concurso de reciclagem criativa

Com o objetivo de incentivar estudantes sobre para a responsabilidade de construir um planeta mais saudável em harmonia com a natureza a VEOLIA América Latina e a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação a Ciência e a Cultura – OEI se uniram de forma colaborativa e promoveram o Projeto “Ao Redor da Ibero-América”.

Alunos e alunas de 10 a 11 anos de idade, de sete países da América Latina, foram convidados a participar do concurso de desenhos e aquários, feitos com resíduos, mediante uma reflexão coletiva coordenada em aula pelos professores, que receberam material pedagógico fornecido pela VEOLIA e a OEI.

Em São José, nos meses de julho e agosto, 400 estudantes dos 4ºs e 5ºs anos do Ensino Fundamental de 08 escolas, da Rede Municipal participaram do Concurso Reciclagem Criativa: a proteção da biodiversidade nos oceanos, tendo como tema principal a reciclagem do plástico. Cada unidade selecionou três criações, totalizando 24 trabalhos, que foram criteriosamente analisados pela comissão julgadora da Secretaria de Educação, chegando ao resultado dos três melhores da etapa municipal, os quais foram encaminhados para a coordenação do concurso.

Assim, no dia 03 de dezembro, no auditório da Casa do Educador aconteceu a entrega da premiação, pela Assessora de Relações Públicas na VEOLIA de Santa Catarina, Rosângela Müller, que destacou São José como uma das cidades que abraçou a causa com muita vontade. Estavam presentes, diretores, equipes pedagógicas, professores, os estudantes e seus familiares. 

A primeira colocada foi a aluna Laura Maria Machado Soares, da Escola Básica Municipal Professor Altino Corsino da Silva Flores, do 5º ano Integral da professora Marilei Inês Jahnel que ganhou um Tablet. Já o segundo colocado, Paulo Elias Rezende Borges, do Centro Educacional Municipal Santa Terezinha, aluno do 4º ano da Professora Vanessa de Carvalho Pereira e da Auxiliar de Ensino de Educação especial, Fernanda Lopes da Silva, recebeu uma máquina fotográfica. Quanto a terceira premiada, a aluna Laila Leonete Pskeiser, do Centro Educacional Municipal Escola do Mar Flávia Scarpelli Leite, do 4º ano da Professora Marli da Silva Souza, ganhou um caixa de lápis com 50 cores.

Também estava presente à premiação a dirigente Municipal de Educação, Lilian Sandin Boeing, que agradeceu o reconhecimento, destacando o significado do prêmio para São José e para as crianças, que podem ver nas ações delas, as mudanças acontecerem no dia a dia e não apenas no futuro.

“Uma lata ou uma garrafa de água a menos no meio ambiente já é muito importante para a nossa biodiversidade. O mundo está agonizando com tanto plástico. O trabalho de conscientização realizado em nossas unidades escolares, me enche de orgulho. Quero homenagear e dar os parabéns à toda equipe da secretaria e das escolas, que abraçam todos os dias a educação com muito compromisso, em prol da melhoria da nossa qualidade de ensino e de vida.”, concluiu a dirigente. 

 Fonte/Fotos: UndimeSC, com colaboração da SME de São José.