Pibid e Residência Pedagógica: divulgado resultado final para a formação de 60 mil professores

Foto: CCS/Capes

Foram selecionados 500 projetos para participar dos programas Pibid e Residência Pedagógica. A iniciativa busca qualificar a formação de professores da educação básica

As Instituições de Ensino Superior (IES) interessadas em participar dos Programas Residência Pedagógica e Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) já podem consultar o resultado final dos 500 projetos institucionais aprovados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A publicação foi feita no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 22. Cada programa oferece 30.096 bolsas que beneficiarão mais de 60 mil alunos de licenciatura. Concorreram 564 propostas de 302 instituições de ensino superior.

“Esta é mais uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio da Capes, voltada a alunos de licenciaturas quanto à meta 16 do Plano Nacional de Educação, relativa à formação de professores da Educação Básica”, destacou o presidente da Coordenação, Benedito Guimarães.

Este ano 60% das vagas foram destinadas aos cursos de Pedagogia, Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Naturais, áreas onde há maior déficit de formação de professores. Na última edição, foram beneficiadas mais de 4,2 mil escolas de 1.400 municípios.

Devido às restrições sugeridas pelos órgãos de saúde por causa da Covid-19, os projetos foram analisados por uma comissão de consultores externos temporários que trabalharam de forma virtual, mas seguindo todos os critérios estabelecidos nos editais.

Os programas

Pibid e o Residência Pedagógica são destinados a alunos de licenciatura. O primeiro oferece aos bolsistas que estão na primeira metade do curso uma aproximação prática com o cotidiano das escolas públicas de educação básica e com o contexto em que elas estão inseridas.

O Residência Pedagógica é uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura. Com isso, o licenciando, na segunda metade do seu curso, inicia sua imersão na escola de educação básica.

As secretarias de Educação dos municípios que foram indicados pelas IES poderão escolher as escolas em que desejam que os programas atuem. Para isso deverão, a partir de 1º de junho, acessar a Plataforma Capes de Educação Básica para preencher as informações de acordo com as orientações que serão remetidas pela Coordenação às respectivas secretarias.

Acesse às listas do resultado final dos projetos selecionados nos editais nº 1 nº 2 de 2020:

Resultado final Pibid

Resultado final Residência Pedagógica

 

Fonte: CCS/Capes
https://bit.ly/2ZICWwq