Prêmio de Educação em Direitos Humanos reconhece experiências na Ibero-América

Iniciativa contempla o trabalho das instituições de ensino e da sociedade civil de diferentes países que atuam na defesa e promoção dos direitos humanos

A Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura – OEI, com a colaboração da Fundação SM e apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e Ministério da Educação lançam, por meio do Instituto Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos – IDEDH, a quarta edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação em Direitos Humanos “Óscar Arnulfo Romero”.

Criado em 2015, o Prêmio Ibero-Americano de Educação em Direitos Humanos Óscar Arnulfo Romero, Santo, Bispo e Mártir tem o objetivo de reconhecer o trabalho das instituições de ensino e da sociedade civil que atuaram de forma exemplar na defesa e promoção dos direitos humanos por meio da educação, além de promover a conscientização sobre o direito à educação e seu papel nos direitos humanos em países ibero-americanos.

O prêmio foi nomeado em homenagem ao sacerdote Óscar Arnulfo Romero, que se dedicou à defesa dos direitos humanos, especialmente entre os grupos mais vulneráveis, ao longo de sua vida.

Serão premiadas instituições escolares (educação formal, entre 3 e 18 anos) e organizações da sociedade civil vinculadas ao trabalho de educação não-formal (ONGs, associações, fundações etc.). Cada instituição poderá se inscrever em apenas uma categoria e com um único projeto. Os vencedores nacionais das duas últimas edições do prêmio não podem se candidatar novamente.

O ganhador de cada categoria irá receber um cheque no valor de cinco mil dólares. No total, serão premiadas quatro experiências. Os selecionados em nível nacional receberão uma menção honrosa, e os vencedores nacionais, um certificado ou menção honrosa, passando diretamente à final ibero-americana, indo, portanto, ao IV Seminário Internacional de Educação em Direitos Humanos, evento no qual serão anunciados os vencedores.

O júri que decidirá os projetos vencedores nacionais será composto por representantes das instituições organizadoras e poderá contar com a opinião dos Ministérios da Educação de cada país.

Inscrições

Podem se inscrever no prêmio instituições escolares e organizações de 23 países da Ibero-América: Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai.

A primeira etapa consiste na convocatória nacional que vai reconhecer instituições que trabalham ativamente na defesa e promoção dos direitos humanos. As experiências nacionais vencedoras por categoria participarão da convocatória ibero-americana e irão ao IV Seminário Internacional de Educação em Direitos Humanos, onde serão decididos os quatro vencedores ibero-americanos (dois por categoria). Devido ao contexto da pandemia global, o evento ainda não tem data e local previstos, que serão determinados ao longo do ano.

As inscrições devem ser apresentadas por meio do preenchimento de um formulário on-line específico. Para que a inscrição seja elegível, os candidatos devem completar os seguintes passos em sua totalidade:

1.- Preencher o formulário de participação neste link.

2.-Enviar para o e-mail criado para cada país os seguintes materiais:

a) Resumo com as informações do centro escolar ou instituição, dados de contato e descrição do projeto. (Anexo I)
b) Material audiovisual (vídeo) descrevendo o projeto e a opinião dos participantes. O vídeo deve ter uma duração máxima de 5 minutos, podendo ser enviado como arquivo, link de download ou de acesso (Drive, Dropbox, outras plataformas, Youtube etc.).
c) Material gráfico representativo do projeto (3 fotografias de alta qualidade, 1MB).
O e-mail enviado deve ter como assunto: Nome do país e da categoria em que deseja concorrer (A ou B) – nome da instituição participante. Para envio dos materiais de experiências brasileiras o endereço é: premiodireitoshumanos.bra@oei.int

Mais informações: https://oei.int/pt/escritorios/secretaria-geral/premio-direitos-humanos/quarta-edicao

Fonte: Undime (com informações da OEI)

https://bit.ly/39T7O1t

Compartilhe: