Professores de São Ludgero recebem capacitações sobre abuso sexual contra crianças e adolescentes

Com o objetivo de identificar com maior facilidade abusos sexuais praticados com crianças e adolescentes em São Ludgero, bem como estabelecer uma melhor comunicação em relação ao encaminhamento correto após a identificação, diversos profissionais do setor educacional, saúde, social e segurança pública receberam capacitações. Os eventos integraram as ações que fazem referência ao dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

As capacitações foram ministradas pela psicóloga Daniela Wiggers em vários momentos. Para o secretário de Assistência Social e Habitação, Valcemir Villani, essas formações servem para que os profissionais saibam lidar com o assunto e estejam preparados para agir no caso de suspeita de violência. Ao todo foram 180 profissionais capacitados entre professores, agentes de saúde, assistentes sociais, psicólogos, conselheiros tutelares, orientadores sociais, conselheiros de direito, enfermeiros, técnicos de enfermagem, demais profissionais da área de saúde, e policiais militares, civis e bombeiros.

O município de São Ludgero apresenta números abaixo da estatística nacional. A soma dos anos de 2016, 2017 e 2018 apresenta um total de 23 casos. Em 2016 foram 10 casos, envolvendo 8 meninas e 2 meninos, com idade entre 3 e 11 anos; no ano seguinte o registro chegou a 5 casos, sendo 4 meninas e 1 menino, com idade entre 3 e 16 anos; já em 2018 o número foi de 8 casos, na faixa etária de 3 a 16 anos, sendo 7 meninas e 1 menino. Em 2019, até o dia 30 de abril, a soma chega a 6 casos, todos meninas com faixa etária de 6 a 17 anos.

De acordo com o prefeito, Ibaneis Lembeck, o dinheiro investido nas capacitações são oriundos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), resultado das destinações feitas pelas pessoas e empresas na hora de fazerem as declarações do Imposto de Renda. “Aproveito para agradecer todos os membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) de São Ludgero por entenderem que este investimento poderá trazer resultados positivos na prática. Os profissionais com mais conhecimento sobre o tema, como procederem, poderão contribuir em muito no combate ao abuso e exploração de crianças e adolescentes em nosso município”, ressalta o prefeito.

As ações são uma iniciativa da Administração Municipal de São Ludgero, através da Secretaria de Assistência Social e Habitação, com participação direta do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CMDCA), Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e Conselho Tutelar.

Em caso de suspeita ou violência contra criança e adolescente, denuncie. Disque 100 Direitos Humanos.

 

Undime-SC – Com a contribuição da SME de São Ludgero