Undime compõe fórum que vai discutir a atualização do piso salarial do magistério

O Ministério da Educação (MEC) instalou nesta terça-feira (24) o Fórum Permanente para acompanhamento da atualização progressiva do valor do piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Na ocasião, a Undime foi representada pelo presidente e Dirigente Municipal de Educação de Tabuleiro do Norte (CE), Alessio Costa Lima. Também estavam presentes o ministro da Educação, Aloisio Mercadante; o secretário executivo do MEC, Luiz Claudio Costa; o secretário de Articulação com os Sistemas de Ensino (Sase), Binho Marques; o coordenador do Fórum Nacional de Educação (FNE), Heleno Araújo; o presidente do Consed, Eduardo Deschamps; e o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão.

O Fórum foi instituído pela Portaria nº 618, de 24 de junho de 2015, e está previsto na meta 17 da lei que institui o Plano Nacional de Educação (Lei 13.005/ 2014) como instância permanente. O fórum tem como objetivo o fortalecimento do diálogo entre dirigentes e trabalhadores sobre a valorização dos profissionais em educação.

Durante a instalação do Fórum, o presidente da Undime destacou a importância da iniciativa e a necessidade de “que ele seja um espaço democrático de diálogo entre os diferentes atores para o acompanhamento e construção de um entendimento sobre os critérios para correção do piso de forma sustentável e que não provoque fenômenos indesejáveis, como o achatamento das carreiras”.

O ministro da Educação ressaltou que o Piso Salarial, pela atual regra, cresceu 45% acima da inflação. Percentual muito além do crescimento das receitas do próprio Fundeb. E destacou ainda que é importante criar mecanismos que assegurem a valorização dos professores. Entretanto pontuou “não é só salário que faz uma educação de qualidade. Precisamos de motivação”.

Atualmente o piso salarial do magistério é de R$ 1.917,78.

Autor: Undime Nacional

Foto: CNTE