Vamos Aprender: projeto oferece conteúdos pela televisão, plataforma online e aplicativo a estudantes de todas as etapas da educação básica

Iniciativa está disponível para adesão por estados e municípios

Com o intuito de amenizar os impactos causados pela pandemia na educação pública e oferecer aos estudantes das redes públicas de ensino alternativas de aprendizagem não presencial, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), com apoio da Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, do Centro de Inovação para a Educação Brasileira (Cieb) e da Unesco, desenvolveram o projeto “Vamos Aprender”, que oferece conteúdos pela televisão, plataforma online e aplicativo.

O projeto disponibiliza, gratuitamente, programas para serem exibidos aos estudantes de todos as etapas da educação básica: Educação Infantil, anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. E possui parceria de conteúdo com várias instituições, como Canal Futura, Khan Academy, MultiRio, entre outras, que disponibilizaram gratuitamente seus materiais pedagógicos.

Até a última atualização, 12 estados e 37 municípios já realizaram a adesão ao projeto. Um deles é Ribeirão Preto, em São Paulo. Segundo o Dirigente de Educação do município, Felipe Elias Miguel, a parceria foi excelente. “Nós temos um programa que se chama Escola na TV. É um programa ao vivo, que atende desde a educação infantil, ensino fundamental até a educação de jovens e adultos. E o conteúdo que foi disponibilizado é de excelente qualidade, alinhado ao nosso currículo municipal e nos dá bastante segurança quanto a sua qualidade, porque foi muito bem elaborado e é algo que nós não conseguiríamos fazer, não teríamos condições de fazer com esse nível de qualidade”. O dirigente destaca ainda que se trata de uma parceria sem custos para o município. A programação tem sido transmitida para 47 mil alunos em Ribeirão Preto.

Novo Hamburgo (RS) também aderiu ao projeto. A Dirigente de Educação, Maristela Guasselli, conta que o município organizou o material em um site próprio, de modo a permitir que os professores possam explorar os roteiros e vídeos, escolhendo aqueles que instiguem a aprendizagem das crianças e estudantes de suas turmas. “Aderimos ao ‘Vamos Aprender’ por entendermos ser um projeto de qualidade, que disponibiliza videoaulas que condizem com nosso currículo e contribuem para o desenvolvimento das habilidades propostas pelos nossos documentos norteadores. Cada temática, dentro das áreas do conhecimento, é abordada de forma bastante didática e interativa”.

Como funciona o “Vamos Aprender” 

A programação é de quatro horas diárias, divididas por etapas de ensino, totalizando 320 programas pedagógicos, que envolvem desde vídeos interativos, com conteúdo didático e exercícios, até textos e orientações. Todas as áreas de conhecimento são contempladas no conteúdo.

Para saber mais e realizar a adesão, é necessário acessar o site do projeto https://vamosaprender.tv.br/, clicar em “Faça parte”, preencher os campos solicitados e clicar em enviar formulário. Depois disso, é só aguardar o contato.

“Essa é uma estratégia que os municípios podem adotar neste momento que estamos vivendo, no qual as aulas estão suspensas em função da pandemia. A televisão tem um potencial enorme: nos municípios maiores sabemos a força que tem e, nos municípios menores, muitas vezes é o veículo mais utilizado. Em meio ao isolamento social e suspensão das aulas presenciais, essa é uma maneira de criar momentos para que estudantes tenham uma rotina e continuem sendo estimulados a aprender”, comenta Luiz Miguel Martins Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci (SP) e presidente da Undime.

Acesse https://vamosaprender.tv.br/

Fonte: Undime/ Fotos: arquivos pessoais
https://bit.ly/2PIZrLe