Especialistas debatem recuperação das aprendizagens com foco na equidade

Em 16 de março (quarta-feira), Seminário Melhoria da Educação discutirá como enfrentar um dos principais desafios durante a pandemia: garantir a aprendizagem adequada dos estudantes

De acordo com o Censo Escolar 2021, divulgado neste ano, as escolas públicas do Brasil ficaram 287 dias fechadas, desde o início da pandemia, em março de 2020. O reflexo disso foi uma perda de aprendizado em todas as etapas da educação. Recuperar o que foi perdido ou sequer aprendido é considerado um dos principais desafios da educação agora que a retomada das aulas presenciais é uma realidade para todo o país.

A complexa tarefa de recuperar as aprendizagens com foco na equidade será tema do Seminário Melhoria da Educação, em 16 de março (quarta-feira), às 16 horas, com transmissão ao vivo no YouTube do Itaú Social, responsável pelo evento. Entre os convidados estão o ex-presidente do Inep Chico Soares; a diretora da Comunidade Educativa CEDAC, Tereza Perez; e a secretária de educação de Santa Bárbara D’Oeste (SP), Tânia Mara da Silva.

“É urgente garantir a aprendizagem adequada para todos os estudantes. O cenário imposto pela pandemia aprofundou ainda mais as desigualdades, mesmo quando houve ensino remoto adequado. Para impedir o crescimento deste abismo, precisamos de um olhar sistêmico para o problema – chega de balas de prata na educação”, considera a superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann, que mediará a discussão.

Um dos temas que serão abordados no evento trata das ações para combater as desigualdades na educação. “Se você quer entender como a educação funciona, precisa levar em conta duas dimensões: o nível de aprendizado e a desigualdade. Não é possível construir uma sociedade boa para todos sem qualidade e com desigualdade”, afirma Chico Soares, professor-emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A conversa também tratará os possíveis caminhos e soluções para a gestão da educação municipal no contexto pandêmico, buscando a recuperação das aprendizagens de forma equitativa. Pontos como avaliação diagnóstica, flexibilização curricular, reorganização das atividades pedagógicas e acompanhamento das aprendizagens serão abordados.

O seminário tem como público-alvo dirigentes, gestores, assessores de secretarias municipais de educação e iniciativas de colaboração intermunicipal e conta com o apoio da Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação) e do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância). A iniciativa faz parte do programa Melhoria da Educação, que busca o fortalecimento das secretarias municipais de educação, para garantir qualidade e equidade no acesso, permanência e aprendizado das crianças, adolescentes e jovens. Até 2024, o programa acompanhará 83 municípios brasileiros na implementação de tecnologias educacionais.

Curso

Para apoiar os dirigentes municipais e equipes técnicas de educação, a partir do dia 16 de março, estará disponível gratuitamente o percurso formativo Recuperação de Aprendizagens, no Polo, ambiente de formação do Itaú Social. Serão seis cursos interligados que apoiam os profissionais nesta retomada: busca ativa escolar; acolhimento e clima escolar; flexibilização curricular; avaliação diagnóstica; reorganização das atividades pedagógicas; e acompanhamento de aprendizagens.

Serviço
Seminário Melhoria da Educação
Data: 16/03/2022 (quarta-feira)
Horário: 16 horas
Local: Canal do YouTube do Itaú Social
Mais informações: itausocial.org.br/melhoriadaeducacao
Gratuito

Fonte: Itaú Social

https://bit.ly/3HOGeR8

Compartilhe: