Programa Brasil na Escola: iniciativa voltada para os anos finais do ensino fundamental pretende investir R$260 milhões entre o ano de 2021 e 2022

Para que as escolas participem, é necessário que o dirigentes da educação de estados e municípios realizem a adesão, que deve ser feita pelo PAR 4 no SIMEC, até o dia 28 de maio

Instituído em março de 2021, o programa Brasil na Escola, iniciativa da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, tem o objetivo de promover a indução e o fomento de estratégias e inovações voltadas para os anos finais do ensino fundamental.

Os três eixos do programa, divididos em Apoio técnico e financeiro às escolas, a Valorização de boas práticas e a Inovação, têm como público-alvo as Unidades Escolares ofertantes dos anos finais do ensino fundamental.

O MEC prevê que os valores, a serem repassados pelo Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), para auxiliar nas aprendizagens, progressão escolar e na atenuação da evasão de estudantes, será em torno de R$260 milhões, investidos ao longo do biênio 2021-2022.

Para que as escolas participem, é necessário que o dirigente estadual, municipal ou do Distrito Federal realize a adesão, que deve ser feita pelo PAR 4 no SIMEC até o dia 28 de maio deste ano. Durante o processo, será solicitado que os dirigentes assinem o termo, indiquem as escolas elegíveis e os coordenadores locais do Programa.

Acesse o tutorial de adesão: https://www.gov.br/mec/pt-br/brasil-na-escola/arquivos/tutorial-simec-v2-4.pdf

Fonte: Undime com informações do Ministério da Educação

https://bit.ly/3f1vQsO

Compartilhe: