FNDE pretende levar aos estados e municípios discussão sobre educação financeira no ambiente escolar

Para viabilizar as conversas, a Autarquia prevê parceria com o Banco Central

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, deu início a estudos de parceria com o Banco Central do Brasil (Bacen) para discutir a inserção da educação financeira no ambiente escolar. Em reunião nesta quarta-feira, 29, com o Diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Maurício Costa de Moura, o presidente do FNDE, Carlos Alberto Decotelli, falou sobre a necessidade de auxiliar na melhor compreensão da sociedade sobre o assunto, já começando na Educação Básica.

A proposta é preparar os gestores educacionais para se adequarem à nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que prevê a educação financeira entre os temas transversais que deverão constar nos currículos das escolas públicas de todo o país. “O objetivo é diminuir a desinformação sobre finanças já desde o ambiente escolar e intensificar a educação financeira, para que os estudantes possam aprender a lidar com o dinheiro, a ter responsabilidade na gestão financeira”. Afirmou Decotelli.

Para isso, segundo o presidente, a parceria com o Bacen torna-se fundamental. “Nossa expectativa é ter a ajuda do Banco Central para construir a informação adequada. Queremos ter o apoio científico da instituição para nos embasar sobre o que pode ser dito e o que não pode, na busca pela melhor experiência de transmitir orientação e educação financeira, para que nós tenhamos o Brasil reagindo à desinformação. O objetivo é que essas novas gerações cheguem melhor informadas sobre o que é lidar com gestão financeira, com orçamento pessoal”, disse Decotelli, que já prevê um projeto piloto em parceria com municípios do Paraná.

Para o Diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do Banco Central, Maurício Costa de Moura, a estratégia em conjunto com o FNDE vai permitir maior acesso e eficácia no relacionamento com a sociedade. “A parceria pode fazer com que o conhecimento do Banco Central saia da ponta onde está sendo produzido para chegar na ponta onde ele precisa ser absorvido. Nosso foco, no final das contas, é o aluno e, consequentemente, o professor”, destacou o Diretor.

Discussões nos estados e municípios

Hoje, por meio do Projeto Mais Brasil: FNDE em Ação pela Educação, a gestão estratégica da Autarquia tem como foco a aproximação com estados e municípios, a fim de que os gestores e técnicos que lidam diariamente com a educação em suas regiões saibam como investir os recursos repassados pelo Governo Federal.

Atualmente, a iniciativa atua em três frentes: Constante capacitação de prefeitos e técnicos de prefeituras, sempre no auditório do FNDE; Ação dos estados, por meio de eventos locais, com palestras e atendimento aos gestores; e capacitação de assessores parlamentares de deputados e senadores. Essa última no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados.

A proposta é levar aos eventos do Mais Brasil as discussões sobre educação financeira já a partir dos próximos meses.

 

Fonte: FNDE
https://bit.ly/2HMZVwV